Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Aluno externo no Ensino Superior

por Mário Botelho, em 17.01.16

O aluno externo, ou aluno em regime livre, é um aluno que frequenta unidades curriculares isoladas sem ter efectuado qualquer prova de ingresso. Este aluno vai frequentando as disciplinas até finalizar o grau a que se propõe, sendo que concluído terá de efetuar a prova de ingresso (exame nacional de português, matemática, etc.) requerida pela instituição de ensino superior e ainda pedir equivalência de todas as notas que teve para finalmente obter o grau de licenciado, mestre, doutor... Existem vários 'pormenores' que me fazem desaconselhar esta opção, são elas:

 

  • limite de inscrição por ECTS - ou seja, as instituições decidem em quantos créditos te poderás inscrever. No ensino superior a cada disciplina é atribuido um x número de créditos, sendo que o somatório desses créditos deverá realizar 180, para o grau de licenciado. A grande maioria das licenciaturas de 3 anos têm esses créditos divididos, aproximadamente 60 cada ano. Acontece que pelo limite de créditos para alunos em regime livre, caso a instituição estipule, por exemplo, em 30 o limite de ECTS / ano, o aluno demoraria necessariamente o dobro do tempo a realizar a mesma licenciatura; 

 

  • valores por disciplina ou ECT - os valores praticados fazem com que cursos leccionados em instituições públicas se assemelhem em despesa ao das privadas, pelo que se uma instituição privada ja ficaria de parte desde início devido a questões financeiras,  deve esta opção ser excluida por igual motivo; 

 

  • legislação - cada instituição tem autonomia para excercer tudo acima escrito e tudo mais como lhe apetecer,  o que pode ser muito bom ou muito mau.

 

Para além de que, não te deves esquecer,  a prova de ingresso terá mesmo de ser efectuada mais tarde ou mais cedo. Que é algo que te trará sempre uma boa carga desmotivante quando mais precisas do contrário. Vejo, portanto, esta opção de aluno externo no ensino superior como um colocar de carro à frente dos bois. E como costumo dizer: "Façam favor, os bois primeiro".

 

Sobre o Acesso Maiores de 23, em destaque neste espaço,  requisitos e pormenores sobre a candidatura aqui.

 

Um abraço!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Entrar no ensino superior com o secundário incompleto? É possível, mas não será aconselhável a todos. E porquê? Porque existem duas formas de o fazer, que poderão tornar-se mais trabalhosas e até mesmo desmotivantes em caso de insucesso. Para já, se estás no secundário numa situação de dificuldade a uma ou duas disciplinas o meu conselho é: aplica-te no próximo ano. Um ano não é nada (a menos que sejas doente terminal, nesse caso um ano é bastante tempo até). Nesse ano poderás abordar matéria que ajudar-te-á futuramente para não falar no tempo livre que terás para fazeres tudo o que te apetecer.

 

Agora... para quem já teve a oportunidade de sentir nos dedos por mais do que uma vez o papel em que é impresso o exame nacional de matemática, e igualmente, essas tantas vezes, se deparou com aquele exercício em que, apesar da ajuda misericordiosa do GAVE (que até mudou de nome para IAVE) ditava que ainda não seria desta que acabarias o secundário:

 

 

É tempo de procurar outras possibilidades de continuar, outras formas de contornar o desmotivante exercício de estudar infinitamente a mesma matéria todos os anos. E as duas hipóteses são: inscrição como aluno externo ou inscrição pelo Acesso Maiores de 23.

 

Um abraço!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Propósito

por Mário Botelho, em 07.01.16

No decorrer da candidatura ao ensino superior através do acesso a Maiores de 23 surgiram-me várias dúvidas para as quais raramente consegui de forma eficiente obter uma resposta. Seja por esta não me satisfazer na totalidade, ou pela moratória até a obter ser superior ao que eu estava disposto a esperar, a verdade é que não ficava suficientemente esclarecido.

 

Foi no confronto com esta realidade que decidi criar este espaço.

 

Proponho aqui condensar informação que me teria sido útil ter tido conhecimento desde o primeiro dia, a fim de ajudar todos: aos que estão em igual situação, aos que ainda não decidiram se querem ingressar no ensino superior, e aos que já decidiram mas ainda não sabem. A todos, espero ser-vos verdadeiramente útil.

 

Um abraço!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D