Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Entrar no ensino superior com o secundário incompleto? É possível, mas não será aconselhável a todos. E porquê? Porque existem duas formas de o fazer, que poderão tornar-se mais trabalhosas e até mesmo desmotivantes em caso de insucesso. Para já, se estás no secundário numa situação de dificuldade a uma ou duas disciplinas o meu conselho é: aplica-te no próximo ano. Um ano não é nada (a menos que sejas doente terminal, nesse caso um ano é bastante tempo até). Nesse ano poderás abordar matéria que ajudar-te-á futuramente para não falar no tempo livre que terás para fazeres tudo o que te apetecer.

 

Agora... para quem já teve a oportunidade de sentir nos dedos por mais do que uma vez o papel em que é impresso o exame nacional de matemática, e igualmente, essas tantas vezes, se deparou com aquele exercício em que, apesar da ajuda misericordiosa do GAVE (que até mudou de nome para IAVE) ditava que ainda não seria desta que acabarias o secundário:

 

 

É tempo de procurar outras possibilidades de continuar, outras formas de contornar o desmotivante exercício de estudar infinitamente a mesma matéria todos os anos. E as duas hipóteses são: inscrição como aluno externo ou inscrição pelo Acesso Maiores de 23.

 

Um abraço!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D